Voce esta aqui: Inicio » Como se Tornar um Missionário Eficaz » Liderança Parte 1: Jesus, o Líder Perfeito

Liderança Parte 1: Jesus, o Líder Perfeito

by Jimmy on March 12, 2011 · 0 comments postada em Como se Tornar um Missionário Eficaz

Como um missionário você terá incontáveis oportunidades para liderar: sendo um companheiro sênior, sendo um exemplo aos membros de sua área, ou como um líder de distrito ou zona. Com certeza cada um dos futuros missionários estão entre os nobres e grandes que o profeta Abraão viu em uma visão em que o Senhor disse: “a estes farei meus governantes.” Liderança é uma qualidade que você vai precisar tanto na missão como na sua vida.

O Presidente Spencer W. Kimball, 12° Presidente da Igreja disse: “há muitas pessoas esperando serem tocadas e amadas se nos importarmos o suficiente para melhorar nossas” habilidades de liderança. Se você começar agora a melhorar suas habilidades de liderança, se tornara um missionário mais capaz quando estiver no campo.

Jesus lavando os pés ApóstolosHoje vou publicar o primeiro de três artigos sobre liderança. Eu começarei enfatizando o grande exemplo de liderança que podemos imitar que é o do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, o líder perfeito. Presidente Kimball ofereceu um excelente discurso sobre o tema em 1983, chamado Jesus: O Líder Perfeito. Ele disse: “quero, destacar aqui uns poucos atributos e habilidades que demonstrou com tanta perfeição. Esses mesmos atributos e qualidades são importantes para todos nós, se quisermos ter sucesso como líderes em qualquer ponto significativo.”

  • Princípios Firmes: “Jesus operava baseado em princípios ou verdades fixas, em lugar, de ir estabelecendo regras pelo caminho. Assim, seu estilo de liderança era não apenas correto, mas também constante. não liderava à distância. Jesus repetiu diversas vezes: “Vem, segue-me.” Seu programa era “fazei o que eu faço”, em lugar de “fazei o que eu digo”. Ele andava e trabalhava com aqueles a quem devia servir.”
  • Compreender o próximo: “Jesus era um líder ouvinte. Como amava os outros com amor perfeito, ouvia sem ares de superioridade. Um grande líder ouve não só os outros, mas também a sua própria consciência e os influxos de Deus. Jesus era paciente, súplice, amoroso. Como Jesus amava a seus seguidores, podia ser franco com eles. Às vezes reprovava Pedro, porque o amava; e Pedro, sendo um grande homem, progredia com essas reprimendas.”
  • Abnegação: O Salvador “colocava a si mesmo e suas necessidades em segundo plano, servindo aos outros além do que era seu dever, incansável, amorosa e eficientemente. Tantos problemas do mundo de hoje são resultado do egoísmo e egocentrismo.” “Ensinou-nos que sem liberdade não pode haver um verdadeiro progresso. Um dos problemas da liderança manipuladora é que não provém do amor ao próximo, mas da necessidade de usá-los. Esses líderes se concentram em suas próprias necessidades e desejos, não nas necessidades alheias.”
  • Compartilhar responsabilidades: “Jesus não tinha medo de ser exigente com os que lideravam. Teve coragem de mandar Pedro e os outros abandonarem as redes de pesca para o seguirem, não depois da temporada de pesca ou após a pescaria seguinte, mas agora! Hoje! Confia em seus seguidores o suficiente para compartilhar seu trabalho com eles, a fim de que possam crescer Esta é uma das maiores lições de sua liderança. Se afastarmos as outras pessoas para que o trabalho seja realizado mais depressa e perfeitamente pode ser que a tarefa seja feita, sem dúvida, mas desprovida do tão importante desenvolvimento e progresso dos seguidores.”
  • Potencial eterno: “Jesus deixou as pessoas saberem que acreditava nelas e em seu potencial, e por isso estava disposto a ajuda-las a desenvolverem novas capacidades. Jesus acreditava em seus seguidores, não somente pelo que eram mas na possibilidade em que poderiam ser.”
  • Pescadores Jesus Come Follow MeResponsabilidade: “O bom líder lembra-se de que é responsável perante Deus bem como perante aqueles a quem lidera. Exigindo responsabilidade de si próprio, está em melhor posição para exigir que os outros sejam responsáveis por sua conduta e desempenho. As pessoas tendem a conduzir-se de acordo com o padrão estabelecido por seus líderes.”
  • Sábio uso do tempo: “Jesus ensinou também a importância de usar-se o tempo com sabedoria. Isto não quer dizer que nunca devamos folgar, pois precisamos de tempo para meditar e descansar; o que não deve haver é desperdício de tempo. A maneira de gerir nosso tempo é tão importante, e podemos fazê-lo muito bem, sem sermos rabugentos ou importunos.”

Presidente Kimball conclui com um apelo de que aprendamos com os exemplos de liderança das escrituras:

“As escrituras contêm maravilhosos estudos de caso de líderes que, embora não sendo perfeitos como Jesus, realizou grandes coisas. Lê-los, e com frequência faria muito bem a todos nós. Esquecemo-nos de que as escrituras nos presenteiam com séculos de experiência em liderança e, mais importante ainda, com os princípios fixos segundo os quais deve operar a verdadeira liderança para o sucesso. As escrituras são o manual de instruções para o aspirante a líder.”

“Jesus é nosso modelo, se quisermos ter muito sucesso. Todos os atributos enobrecedores, perfeitos e belos de maturidade, força e coragem são encontrados nessa única pessoa… acharemos muito difícil ser um líder significativo sem reconhecer a realidade do líder perfeito, Jesus Cristo, e deixá-lo ser a luz que ilumina nosso caminho!”

No related posts.

Leave a Comment

Previous post:

Next post: